Buscar
  • Igor Kondrasovas

Otimizador para Corte de Bobinas


O corte longitudinal de bobinas, também conhecido por Slitter, consiste em produzir bobinas menores a partir de uma bobina maior.

Também podemos dizer que é o processo de se cortar tiras com larguras inferiores a partir da bobina original.

Geralmente após a produção das bobinas menores, elas seguirão para os demais processos produtivos. No caso de bobinas de aço, serão utilizadas em prensas e puncionadeiras para o corte e conformação destes metais.

O processo de corte das bobinas é realizado por tesouras rotativas, em diferentes larguras. É neste momento que surge a grande dúvida:

"Como posicionar as tesouras de forma a minimizar o desperdício de material?"

Se após o posicionamento das tesouras sobrar um refilo muito largo, ele não servirá para nada e se tornará sucata. Sucata é dinheiro jogado fora..

As vezes as bobinas são fornecidas em larguras variáveis, por exemplo entre 1000 e 1200mm. Então mesmo que a demanda de produção seja relativamente fixa, a matéria prima pode variar, o que exige um novo planejamento.

Por isso, devemos utilizar ferramentas de otimização para nos ajudar nesta tarefa.

Software Otimizador de Corte

Para resolver este problema, existem os softwares de planejamento e otimização de cortes. A grande maioria dos produtos disponíveis no mercado são concebidos para o corte de chapas, mas é possível utilizar estas soluções para a otimização do corte de bobinas.

O Otimizador de corte vai ajudar a determinar qual a posição das tesouras para cada bobina a ser dividida, sem que você se preocupe com esta otimização.

Exemplo Prático

Vamos supor que a minha matéria prima sejam 3 bobinas. Uma com 1000, outra com 1100 e outra com 1200mm, e que eu tenha as seguintes bobinas menores para produzir:

4 bobinas de 300mm

Passo 1: Configurar o Material

O Otimize Nesting foi originalmente concebido para o corte de chapas, mas é possivel utilizar esta solução para o corte de bobinas, sem ter que recorrer a soluções especificas para este processo.

O segredo é definir a bobina como sendo uma chapa, onde a largura da bobina representa o comprimento de chapa e o comprimento da bobina, você define um valor arbitrário, que facilite a visualização dos mapas de corte.

Na imagem abaixo, você pode ver que criamos três registros de tamanhos diferentes. Todos com a largura de 500 mm, para facilitar a visualização.

Observe também que é preciso marcar a opção "veio" para que o otimizador não tombe as peças durante o aproveitamento.

Passo 2: Cadastrar as Peças

Agora, é preciso cadastrar as peças que serão cortadas, ou seja, as tiras das bobinas menores que serão produzidas na slitter.

O segredo aqui é novamente adotar a largura de cada peça igual a largura da bobina cadastrada (500 mm neste exemplo) e o comprimento definir como a largura da tira que deve ser produzida.

Passo 3: Fazer o Nesting

Feito o cadastro de todas as tiras da bobina a serem produzidas, basta navegar até a aba "Planos de Corte" e clicar em "Fazer o Nesting". Os resultados aparecem em breve:

A bobina 1 deve ter as tesouras ajustadas em 250, 250, 250, 125 e 125 mm. Não haverá desperdício.

A bobina 2 deverá ser cortada em 280, 280, 280, 250. Haverá um pequeno desperdício de 10mm.

Por fim, a bobina 3 terá também 100% de aproveitamento, com os cortes em 300 milímetros.

Observe que estes resultados nem parecem assim tão difíceis de se obter sem o auxilio de ferramentas. Mas fica o desafio de tentar repetir este exemplo com situações com maior diversidade de larguras.

Logo vai perceber que mesmo chegando a uma configuração possível, ficará sempre em dúvida se esta seria a melhor combinação dos cortes.

Ajude-nos!

Gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos por email, ou utilizando as redes sociais. Agradecemos muito!

#bobinas #slitter #cortelongitudinal

Posts recentes

Ver tudo

Experimentar Novamente

Você pode se inscrever no Otimize Nesting utilizando seu endereço de e-mail apenas uma única vez. Caso tente fazer uma nova inscrição com um endereço de e-mail já utilizado anteriormente, um erro irá